No último dia 22 de junho, o capitão de longo curso Plínio Rodrigues Calenzo lançou no Tribunal Marítimo, no Rio de Janeiro, “Estabilidade dos Rebocadores – Um Guia Prático para Operações Seguras”, versão em língua portuguesa da obra “Tug Stability – A Practical Guide to Safe Operations”, de autoria do prático e comandante Henk Hensen e do arquiteto naval Dr. Markus van der Laan, ambos de nacionalidade holandesa.

Este é o segundo livro editado pelo Instituto Brasileiro de Rebocagem (IBR) em parceria com a Fundação Homem do Mar (FHM), depois de “Utilização de Rebocadores nos Portos”, de 2018. Os profissionais da FHM colaboraram desde a concepção até a finalização do manual, contribuindo nos assuntos técnicos, na acuidade da tradução assim como na edição do manual. Mario Calixto, oficial de Náutica e coordenador da Fundação, explica que as duas obras se complementam e vieram preencher uma lacuna de publicações sobre o assunto em língua nacional. “Procuramos chegar a um consenso sobre um texto que fosse confortável para leitor e, ao mesmo tempo, levasse conhecimento preciso e de qualidade sobre o assunto”, conta Calixto, que destaca a participação do engenheiro naval e doutor em Hidrodinâmica de Navios Sérgio Hamilton Sphaier e do oficial de Náutica Leonardo Soares.

O CLC Plínio Calenzo autografa exemplares

Há mais de duas décadas, o capitão Plínio Calenzo trabalha com rebocadores, com ênfase em operações especiais, salvatagem marítima e reboques oceânicos. Há cerca de dez anos, vem se dedicando a atividades de pesquisa e desenvolvimento na área, tendo adquirido sólidos conhecimentos tanto no setor de navegação quanto no de rebocagem marítima e portuária.

O oficial explica que os rebocadores são ferramentas muito importantes para a segurança da manobra, porém, por existirem em pequeno número, acabam por ser negligenciados nas publicações brasileiras. “A cada mês, cerca de 30 mil embarcações cruzam as águas brasileiras, mas apenas 300 delas são rebocadores, motivo pelo qual na academia não se estuda a estabilidade do rebocador, apenas a do navio. Esta publicação coloca de maneira bem prática e direta para os mestres de rebocadores como eles devem conduzir as suas embarcações a fim de garantir o máximo de segurança possível, contribuindo, assim, para a preservação da vida humana no mar”, observa.

No Brasil existem mais de 200 portos e terminais em operação, com uma imensa quantidade navios atracando e suspendendo, o que torna os rebocadores elementos essenciais para a segurança das manobras. O presidente do Tribunal Marítimo, vice-almirante Wilson Pereira de Lima Filho, autor do prefácio, revela que entre 2016 e 2020 foram abertos 64 processos em decorrência de acidentes ou fatos da navegação envolvendo rebocadores de porto, totalizando 11 feridos e oito vítimas fatais.

O V Alte Lima Filho falou da importância de publicações em língua portuguesa sobre rebocadores

“Termos um livro que foque na estabilidade dos rebocadores é muito importante, ainda mais nesse momento em que eu tenho a percepção de que sopram ventos favoráveis para a navegação no Brasil. Acho que a tendência é que nós, nos próximos anos, tenhamos um incremento na atividade marítima no país. Então, é importante que a comunidade marítima como um todo saiba da importância dos navios de apoio portuário, dos rebocadores portuários, para a segurança dessas manobras”, afirmou Lima Filho.

Carlos Müller acredita que o manual proporcionará operações portuárias mais seguras

A FHM se destina primeiramente ao treinamento dos trabalhadores marítimos brasileiros, mas também realiza atividades que alcançam toda a comunidade marítima. Ao longo das últimas duas décadas, foram mais de 30 projetos de consultoria na área portuária. “Estamos orgulhosos de nossa participação em mais este projeto do comandante Calenzo, cuja iniciativa e o esforço pessoal são louváveis. Acreditamos que o manual poderá proporcionar aos marítimos brasileiros operações mais seguras, com uma menor probabilidade de ocorrência de acidentes e um melhor desenvolvimento continuado do nosso pessoal”, afirmou Carlos Müller, presidente do conselho curador da Fundação Homem do Mar.

Os exemplares do livro “Estabilidade dos Rebocadores – Um Guia Prático para Operações Seguras” estão disponíveis para compra pelo e-mail secretaria@fhm.org.br e pelo telefone (21) 3125-7462.

Da FHM: Odilon Braga, diretor superintendente, Carlos Müller, presidente do conselho curador e Mario Calixto, coordenador