Ainda na Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante – EFOMM, o jovem aspirante a marítimo começa a vislumbrar o seu futuro profissional. Ao terminar o curso, ele sai em busca da praticagem, uma espécie de estágio, para colocar em prática o que aprendeu na escola. Esse período é crucial para o marítimo recém-formado se preparar para o mercado de trabalho. Para conquistar o seu espaço, o aperfeiçoamento é o melhor caminho.

Neste sentido, a Fundação Homem do Mar – FHM é o espaço ideal para o marítimo se desenvolver e aumentar as possibilidades de sucesso, pois pode contar com tecnologia de ponta disponível no Centro de Simulação Aquaviária – CSA e com a experiência dos instrutores dos cursos oferecidos pela instituição, como o básico em Posicionamento Dinâmico – DPB.

“O curso suplementou, com certeza, o que eu aprendi antes. Até porque, eu trouxe aqui para o mestre diversas dúvidas que tinha. Nada melhor do que um instrutor qualificado para orientar a gente”, afirmou o Praticante Matheus Tavares Moura, aluno do curso de DPB.

A flexibilidade de horários para se inscrever nos cursos é outro diferencial apontado pelo Praticante. “Meus amigos já tinham feito o curso de DPB. A escala, pra mim, não estava batendo. Então, eu estava sozinho, já estava meio desesperado, pra ser sincero, porque eu não tinha com quem fazer turma, mas aí, me indicaram a FHM, que organizou tudo. É por esse motivo que estou aqui”, declarou Moura.

Outro aluno de DPB, o Oficial de Náutica Flávio Silva, ressaltou a importância de estar atento às oportunidades. “O curso de DP nos abre a possibilidade de trabalhar em navios que possuem essa tecnologia. A maioria dos navios novos, agora, têm DP. É uma forma de ficar qualificado para essas embarcações”, observou.

Saiba mais sobre os nossos cursos e turmas!